14 março 2016

Pintura em móveis, conheça as diferentes tintas para usar!

3

O objetivo desse post é colocar minha experiência pessoal com as tintas que tenho usado para pintura de móveis de madeira. Nos últimos meses tenho reformado alguns móveis como foi o caso do guarda-roupas laminado ou criado novos a partir de uma peça antiga, assim como fiz com a mesa de centro qual mostrei aqui. Destas reformas fui analisando cada uma das tintas que usei e resolvi compartilhar aqui com vocês.

Tinta PVA, Acrilica, esmalte, Spray. Conheça cada uma delas.

No mercado tem uma infinidade de opções sem falar na quantidade incrível de cores, é para deixar qualquer um super perdido mesmo, selecionei abaixo as variações de tintas que experimentei e o que achei de cada uma delas.

1. Latex PVA
É a tinta mais comum encontrada, é aquela de pintura de paredes a base de água em latas de 900 ml, 3.6 litros ou galões de 18 litros. Você também encontra em lojas de artesanato em potinhos menores, o que facilita muito caso seu projeto seja pequeno. Parece que não dá certo mas é possível fazer a pintura de um móvel com PVA mas funciona sim, Talita já ensinou como usar este tipo de tinta.
Eu uso como base principalmente se a madeira for pinus que puxa muito a tinta, passo uma demão espero secar e lixo, se ficou uniforme parto para a pintura com a tinta escolhida, se não, passo mais uma demão da PVA.

2. Acrílica base de água
É a mais usada para pintura de móveis em madeira, por ser solúvel em água ela é de fácil aplicação, não tem cheiro forte e a limpeza dos acessórios é super prática, é uma tinta que se aproxima do efeito laca. O acabamento pode ser matte (fosco) ou brilhante. A aplicação é por rolinho de espuma ou pincel, em alguns casos ambos são necessários. 
Esta tinta usei para pintar todo o guarda-roupas de m.d.f qual desmembramos e dividimos em duas partes para compor o closet. Como dica, deixe secar muito bem e faça uma base de fundo antes, em alguns tipos de móveis ela pode grudar ou descascar se a peça não for bem preparada.

3. Esmalte a base de solvente
É similar a anterior porém sua fórmula pede thinner ou água raz para diluição, a secagem é mais demorada, entretanto este que seria o ponto fraco também é um diferencial. Por demorar mais para secar a tinta tem mais tempo para "assentar" na madeira e é possível deixar quase sem marcas nenhuma do rolinho. 
Esta tinta ou a anterior (a base de água) eu gosto de aplicar em quantidade e depois com o rolinho quase seco passar bem de levinho e ir tirando as marcas do rolinho, fica um acabamento realmente muito bom, como se tivesse uma película sobre a madeira. O cheiro não é nada agradável e a limpeza dos materiais é mais complicada mas é uma tinta que oferece um bom acabamento e durabilidade. Esta tinta usei para pintar a mesa de centro modelo bandeja com pé palito.

4. Tinta spray
Sem dúvida minha favorita, ela é pratica de usar, alcança todos os cantinhos e deixa o acabamento realmente muito próximo ao de laca. Ela tem a mesma base do esmalte a base de solvente, por isso o cheiro é forte e precisa ser manuseado com cuidado, usando luvas e máscara para evitar inalar o produto (assim como todas as tintas), o uso ideal é em peças menores já que o custo dela é mais alto e também precisa de um espaço forrado para a aplicação porque as partículas voam longe e podem manchar paredes, pisos, etc...
Uso para pintar molduras de quadros, objetos de decoração, móveis pequenos, latinhas, vidros e tudo mais que a criatividade mandar.

Existe ainda a opção da tinta epóxi que serve principalmente para pintar áreas molhadas como pisos, caixas de água, azulejos e que podem ser usadas para móveis, mas esta não provei ainda, não posso opinar sobre a praticidade ou durabilidade dela. 

E você, qual tinta usa, tem mais alguma para indicar?


Pin It

Eli Martins

Publicitária que gerencia projetos de TI, mãe de gatos, produtora de conteúdo do Encantada e apaixonada por decoração, arquitetura e design, inquieta e adepta de projetos DIY.

3 comentários:

  1. OI Eli !

    Amiga, você está se especializando em móveis bonitos, hein? sua mesa de pés palito ficou linda! Eu estava lendo o post anterior também...Nada como móveis personalizados!
    Esse post das tintas é um boa ajuda a quem está começando e não conhece bem todas as tintas que temos para "trabalhar".
    Eu uso bastante a tinta PVA e a acrílica/esmalte a base de água, se bem que o esmalte, mesmo sendo à base de água, não é muito para mim. Não tenho muita paciência para "preparar" a madeira, diga-se não tenho "saco" para ficar lixando, aí o trabalho não fica muito bom...
    Apaixonei por essa lixa! Já pensei em comprar uma assim, mas como aqui eu não tenho espaço para fazer "grandes artes", achei melhor segurar a onda por um tempo. MAs fica a pergunta: ela é boa mesmo? Esse é qual modelo? Na época vi alguns e não consegui decidir qual era mais prática...
    Continue fazendo coisas lindas pra nos inspirar!

    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re querida, obrigada pela força e incentivo de sempre!
      Ah eu também me bato um pouquinho com as pinturas, tem que ter muita paciencia mesmo rsrs.
      Sobre a lixadeira, estou achando ótima. Comprei em janeiro então não usei tanto assim mas esta facilitando demais a minha vida. Ela é com feltro embaixo,bem facil de trocas as lixas.
      Compramos em um kit com a serra tico-tico e mais uns brindes que vieram junto, foi na Leroy Merlin a marca dela é Dexter.
      Bj Re, ótima semana.

      Excluir
  2. Não entendo nada de pintura de móveis.
    Mas, gostei de ler as suas dicas.
    Bjs

    ResponderExcluir

Que bom receber sua visita, sinta-se a vontade para voltar e comentar sempre que desejar.
Eu respondo as perguntas aqui no blog, para receber a notificação da resposta você pode clicar na opção abaixo do seu comentário.